DJS E PRODUTORES DE MÚSICA ELETRÔNICA

Vamos falar e ouvir a dupla Daft Punk e abaixo um breve release e o vídeo do Deadmaus5!

Daft Punk é uma dupla de música eletrônica formada pelo luso-francês Guy-Manuel de Homem-Christo e pelo judeu-francês Thomas Bangalter.[3][4][5] Eles alcançaram significativa popularidade na França no final dos anos 1990, no segmento musical de tendência house. [6] Nos anos seguintes, consolidaram o sucesso combinando elementos de house com synthpop, disco, rock e techno.[2][3][4][7

Em 2006, iniciaram uma turnê que se prolongou até 2007, originando o álbum ao vivo Alive 2007, que foi premiado com um Grammy na categoria “Melhor Álbum de música Eletrônica/Dance”.[17] A dupla compôs ainda a trilha sonora para o filme Tron: Legacy, lançada em álbum de mesmo nome em 2010.[18]

Em 2013, a banda lançou o álbum Random Access Memories, do qual destaca-se a música “Get Lucky” uma parceria com o músico Pharrell Williams.

Deadmau5, nome artístico de Joel Thomas Zimmerman (Niagara Falls, 5 de janeiro de 1981) é um produtor musical canadense, conhecido por suas composições de house progressivo. Seu nome é pronunciado como Dead Mouse. Zimmerman produz uma variedade de estilos dentro do gênero de House e algumas vezes outras formas de música eletrônica. Suas músicas foram incluídas em vários álbuns de compilação como o CD de 2007 In Search of Sunrise 6: Ibiza. A edição de Fevereiro de 2008 da revista de música MixMag incluiu um CD grátis onde estava escrito MixMag Apresenta: O nome mais quente do Dance! DEADMAU5 Loucura do Tech-Trance-Electro, mixado por Zimmerman. Músicas também foram incluídas e apresentadas no show de rádio A State of Trance de Armin Van Buuren. Seu álbum de estréia, Get Scraped, foi divulgado em 2005, seguido por outros nos anos seguintes. Além de seus releases solos, Zimmerman trabalhou ao lado de outros Djs e produtores, como Kaskade, MC Flipside, Rob Swire de Knife Party e Pendulum, Wolfgang Gartner, Bighorse, e em muitos releases, Zimmerman teve participações com Melleefresh. A data de divulgação atualmente é desconhecida, porém um breve single de 12 segundos produzido no Vinyl intitulado “I don’t Wante No Other” foi divulgado por Joel Zimmerman sob o pseudônimo “Dred and Karma”. O álbum de 2006 como nome de Deadmau5 Circa 1998-2002 foi lançado com o pseudônimo de “Halcyon441” e a colaboração com Joel Zimmerman e Steve Duda sob o pseudônimo de “BSOD” (sigla para “Blue Screen of Death“)

Também é marcado por suas famosas fantasias de rato, principalmente a versão eletrônica. Normalmente, ele usa a fantasia vermelha, mas em segundo plano preta, azul, prateada (globo espelhado) ou laranja; e em grandes shows, a eletrônica. Em novembro de 2011, deadmau5 comandou a maior festa de lançamento de um smartphone no mundo, em Londres e ficou conhecido como o DJ exclusivo da Nokia, sendo que ele tocou a festa do lançamento do Nokia Lumia 800, em Londres, com direito à projeção 4D. Em 2011 ganhou o posto de 4º melhor DJ do mundo, eleito pela revista inglesa DJ Mag, em 2012 caiu uma posição, ficando em 5º melhor do mundo e, em 2013, ficou em 12º melhor do mundo pela DJMag. Atualmente Deadmau5 ocupa a posição 25 na lista 2015 da DJMag

 


Aretha Franklin

Nasceu em 25 de março de 1942 em Menphis , Tennessee e morreu dia 16 de agosto de 2018 em Detroit – Michigan, Aretha Louise Franklin uma das maiores, melhores vocalistas da história foi considerada pela revista Rolling Stones, ela ganhou ao longo de sua carreira ganhou 21 Grammys, realmente incrível,  sua capacidade vocal era enorme, e ela conseguia fazer ajustes vocais realmente muito difíceis com muita facilidade, muito talento dessa cantora,compositora, pianista que estará sempre fazendo parte de nossas vidas.Salve Aretha!

Rainha do Soul

Rainha do Soul adepta do Jazz, Rock, Blues, Soul entre outros.

Muitos álbuns fizeram muito sucesso como”Respect”1960  e outros como “Think”, “I Say a Little Prayer”, “Until You Come Back to Me”, vale a pena assistir aos vídeos e ouvir os álbuns, aí vão duas dicas de música, Rock Steady e CHain of Fools!!


Livro: “Canto uma Expressão – Princípios Básicos de Técnica Vocal”

Você gosta de música? Se interessa sobre técnicas vocais? Tem vontade de aprender um pouco mais sobre canto?

Se alguma das respostas forem sim, você não pode deixar de conhecer e ler o livro “Canto uma Expressão – Princípios Básicos de Técnica Vocal” de Mônica Marsola e Tutti Baê. A experiência dessas duas mulheres traz um material completo, realizado em anos de estudos e com relatos de outros profissionais renomados da área.

Nele você vai encontrar orientações sobre expressão, canto e música sempre com muito cuidado por parte das autoras para que a relação com o leitor seja mais empática e agradável. O livro aborda temas como instrumento vocal, impostação da voz e exercícios que são ilustrados pelo CD com 57 vocalizes que acompanha a obra. Sendo assim, ele é sem dúvida indispensável para estudantes, profissionais e amantes do canto. Vale a pena conferir e se apaixonar por cada pedaço deste incrível livro.

Resenha:

“Este livro orienta estudantes e profissionais do canto sobre os princípios da técnica vocal. Endossado por nomes como Mauro Dias (crítico musical), Sabá (contrabaixista e radialista), Jane Duboc (cantora), Nahor Gomes (trompetista) e prefaciado por Guga Stroeter é uma obra indispensável para os amantes do canto. Mônica Marsola – violonista, formada pela Faculdade de Composição e Regência da UNESP, e cantora profissional – e Tutti Baê – professora de canto e cantora profissional – juntaram a experiência que adquiriram ao longo das respectivas carreiras e elaboraram esta obra única no mercado brasileiro. O livro inclui um CD com 57 vocalizes.”

Compre agora:

Vitale | Livraria Cultura

 


A Voz do Negro

O timbre de uma pessoa é algo único, cada um tem sua própria identidade timbrística, que é determinada pela anatomia de cada pessoa. Por isso no post de hoje, queremos destacar a voz do negro que é diferenciada por alguns aspectos fisiológicos.

Cantores como Stevie Wonder, Michael Jackson, Whitney Houston, Elza Soares, Alcione, Negra Li, Emílio Santiago, Sandra de Sá,Maxell, Billie Holliday, Big Joe Turner, Bobby Mcfering , Gloria Gaynor, Tina Turner, Aretha Franklin, Mariah Carey, Louis Armstrong, Beyoncé… o time é grande e o que eles têm em comum? São negros e donos de vozes poderosas.

“As pesquisas demonstram que pessoas da raça negra têm diferenças anatômicas, que talvez possam explicar essas características tão especiais e belas que muitas vezes observamos em suas vozes.

Algumas das diferenças observadas na forma de seu trato vocal, tais como cavidades oral e nasal maiores do que as observadas em outras pessoas, interferem na qualidade sonora. A diferença nos tamanhos das cavidades poderia ser uma das responsáveis pelo timbre mais agravado, que muitas vezes podemos observar na raça negra, o que também justificaria o volume (loudness) aumentado dessas vozes.

Outros pesquisadores encontraram evidências de maior comprimento e espessura das pregas vocais e este também justificaria o motivo de se ter a sensação de uma voz mais agravada (pitch grave)”. (Bâe, Tutti, p.54, 2006). Em 1945 Boshoff comprovou ser a musculatura da laringe do negro mais vigorosa do que outras raças.

De qualquer forma, essa característica deu ao mundo ótimos cantores que nos encantam com suas incríveis vozes.

Quer saber mais sobre timbre? Leia no livro “Canto, um equilíbrio entre o corpo e som” da Tutti Bâe:  https://goo.gl/6l7nrg


A perda de peso interfere na voz? Confira a reportagem da especialista Cláudia Pacheco

Sabemos que a obesidade está associada a inúmeras doenças, tais como hipertensão, diabetes, e alterações do sono, entre outras. Em função disso, campanhas de reeducação alimentar visando melhor saúde tem aumentado a cada ano. Será que há influência da perda de peso na voz?

Alguns pesquisadores investigaram a voz de pacientes que realizaram cirurgia bariátrica e os acompanharam por um período de 6 meses. Suas vozes foram gravadas antes da cirurgia e depois em outros 2 momentos, aos 3 e 6 meses do pós-cirúrgico. Os resultados da pesquisa apontaram que os pacientes auto referiram diminuição no volume da voz (loudness) e na tonalidade vocal indicando que suas vozes ficaram mais graves (pitch) após a perda de peso. No entanto, as análises perceptiva e acústica das vozes gravadas desses pacientes não indicaram mudanças nesses aspectos.

A diminuição do volume da voz pode ser explicada pela observação de diminuição na pressão expiratória pós cirurgia. Sabe-se que a perda de peso abrupta pode acarretar, muitas vezes, um quadro de desnutrição que pode ser identificado por sintomas como fadiga e fraqueza excessiva. Esses sintomas podem acarretar alteração no fluxo de ar no momento da fonação podendo gerar uma diminuição do volume de voz.
Não há ainda, pesquisas que tenham investigado tamanho de massa de pregas vocais antes e depois de uma grande perda de peso o que talvez trouxesse maiores informações a respeito da influência de um sobre o outro. Sendo assim, os estudos realizados até o momento são inconclusivos sobre se há alterações vocais ou não após redução drástica de peso.

Cláudia Pacheco
Fonoaudióloga CRFa 1275
Especialista em Voz
Mestranda do programa de distúrbios da Comunicação – UNIFESP